BAYER DECIS EVO AV 0813 -

BAYER DECIS EVO AV 0813 - 5 LITROS

Decis Evo

Insecticida para combater em pulverização pragas em diversas culturas
Formulação
Emulsão óleo em água (EW) com 25 g/L ou 2,4% (p/p) de deltametrina
Grupo Químico
Piretróides
APV Nº
0813
Propriedades

O DECIS EVO é um insecticida, cuja substância ativa pertence ao grupo dos piretróides (MoA IRAC 3A), de contacto e ingestão e que actua ao nível do sistema nervoso dos insectos, como modelador dos canais de sódio.



Condições de Aplicação


Cultura Problema Conc. Dose Modo de Emprego
Abóbora Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha .Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Abóbora Tripes 0.3-0.5L/ha .Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Abóbora (estufa) Afídeos ou piolhos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento das pragas e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Abóbora (estufa) Tripes 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento das pragas e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Aboborinha Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Aboborinha Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Aboborinha (em estufa) Afídeos ou piolhos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Aboborinha (em estufa) Mosca branca 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Aboborinha (em estufa) Mosca branca das estufas (Trialeurodes vaporariorum) 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Aboborinha (em estufa) Tripes 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Acelga Afídeos ou piolhos 300-500g/ha Consultar o site da DGAV (www.dgvmin-agricultura.pt) (*) Autorizado no âmbito dos usos menores.
Agrião Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Agrião Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Agrião Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Agrião (em estufa) Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Agrião (em estufa) Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Agrião (em estufa) Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alcachofra Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alcachofra o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface (em estufa) Afídeos ou piolhos 0.3-0.3L/ha Uma única aplicação. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface (em estufa) Lagartas 0.3-0.3L/ha Uma única aplicação. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface (em estufa) Roscas ou nóctuas 0.3-0.3L/ha Uma única aplicação. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface-de-cordeiro Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface-de-cordeiro Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface-de-cordeiro Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface-de-cordeiro (em estufa) Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias.
Alface-de-cordeiro (em estufa) Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alface-de-cordeiro (em estufa) Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Alho Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 14 dias.
Alho-francês Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 14 dias.
Ameixeira Afídeos ou piolhos 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ameixeira Anarsia do Pessegueiro 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ameixeira Cochonilha (ou piolho) de S. José 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ameixeira Hoplocampa da ameixeira 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ameixeira Larvas mineira (Phyllonorycte blancardella, Phyllonorycte corylifoliella, Leucoptera scitella) 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ameixeira Mosca da fruta (ou do Mediterrâneo) 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ameixeira Traça oriental 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ameixeira Tripes 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Aveia Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Aveia Larva-lesma ou Criócero 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Aveia Percevejos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Batateira Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da batateira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Batateira Escaravelho da batateira 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da batateira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Batateira Traça da batata 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da batateira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Batateira Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da batateira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Afídeos ou piolhos 0.3-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Escaravelho da batateira 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Lagarta do tomate 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Percevejos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Pirale 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da beringela ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Afídeos ou piolhos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Escaravelho da batateira 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Lagarta do tomate 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Lagartas 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Mosca branca 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Percevejos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Pirale 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Roscas ou nóctuas 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beringela (estufa) Tripes 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar o máximo de 4 aplicações com intervalos de 7 dias. Na cultura da beringela em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Beterraba forrageira Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba forrageira Áltica 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba forrageira Cássidas 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba forrageira Lagartas 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba forrageira Lixus 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba forrageira Mosca da beterraba (Pegomya betae) 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba forrageira Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Áltica 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Cássidas 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Lagartas 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Lixus 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Mosca da beterraba (Pegomya betae) 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Beterraba sacarina Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Nas culturas da beterraba sacarina e forrageira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Cebola Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 14 dias.
Cebolinho Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 14 dias.
Cenoura Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar após colheita, ao aparecimento da praga. Repetir a aplicação se for necessário passados 14 dias, máximo de 2 aplicações.
Cenoura Áltica 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas da cenoura e do rabanete o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Cenoura Larvas-mineiras (Lyriomyza huidobrensis) 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas da cenoura e do rabanete o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Centeio Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Centeio Larva-lesma ou Criócero 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Centeio Percevejos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Cerejeira Afídeos ou piolhos 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da cerejeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Cerejeira Anarsia do Pessegueiro 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da cerejeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Cerejeira Cochonilha (ou piolho) de S. José 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da cerejeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Cerejeira Hoplocampa 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da cerejeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Cerejeira Larvas mineira (Phyllonorycte blancardella, Phyllonorycte corylifoliella, Leucoptera scitella) 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da cerejeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Cerejeira Mosca da cereja 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da cerejeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Cerejeira Tripes 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias.
Cevada Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Cevada Larva-lesma ou Criócero 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Cevada Percevejos 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Nas culturas do trigo, cevada, centeio e aveia o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Chalota Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 14 dias.
Choupos Brocas 50-75mL/hL 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga na primeira fase da infestação. Tratamento ao tronco (pulverização localizada): 80 mL/hl (0,4 L/ha). Nas culturas de choupo e plantas florestais em viveiro (plantações jovens), o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Choupos Traça (Phlogophora meticulosa) 50-75mL/hL 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga na primeira fase da infestação. Tratamento ao tronco (pulverização localizada): 80 mL/hl (0,4 L/ha). Nas culturas de choupo e plantas florestais em viveiro (plantações jovens), o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Choupos (em estufa) Brocas 50-75mL/hL 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga na primeira fase da infestação. Tratamento ao tronco (pulverização localizada): 80 mL/hl (0,4 L/ha). Nas culturas de choupo e plantas florestais em viveiro (plantações jovens), o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Choupos (em estufa) Traça (Phlogophora meticulosa) 50-75mL/hL 0.3-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga na primeira fase da infestação. Tratamento ao tronco (pulverização localizada): 80 mL/hl (0,4 L/ha). Nas culturas de choupo e plantas florestais em viveiro (plantações jovens), o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Citrinos Afídeos ou piolhos 35-40mL/hL 0.4-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Na cultura dos citrinos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Citrinos Cochonilhas (geral) 35-40mL/hL 0.4-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Na cultura dos citrinos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Citrinos Mosca Branca dos Citrinos 35-40mL/hL 0.4-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Na cultura dos citrinos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Citrinos Mosca da fruta (ou do Mediterrâneo) 35-40mL/hL 0.4-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Na cultura dos citrinos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Cogumelos cultivados (protegida) Colembola (Collembola) 0.3-0.3L/ha Efectuar uma aplicação 3 dias antes da primeira esporulação e uma segunda aplicação 3 dias depois da segunda esporulação. Na cultura dos cogumelos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Cogumelos cultivados (protegida) Mosca dos Cogumelos (Diptera) 0.3-0.3L/ha Efectuar uma aplicação 3 dias antes da primeira esporulação e uma segunda aplicação 3 dias depois da segunda esporulação. Na cultura dos cogumelos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Colza Áltica 0.3-0.3L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Apenas na colza, caso seja necessário, é possível realizar 4 aplicações com intervalos de 14 dias para o conjunto das pragas. Na cultura da colza o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas e na cultura do girassol não pode ser superior a 1 aplicação.
Colza Gorgulho 0.3-0.3L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Apenas na colza, caso seja necessário, é possível realizar 4 aplicações com intervalos de 14 dias para o conjunto das pragas. Na cultura da colza o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas e na cultura do girassol não pode ser superior a 1 aplicação.
Colza Lagartas 0.3-0.3L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. Apenas na colza, caso seja necessário, é possível realizar 4 aplicações com intervalos de 14 dias para o conjunto das pragas. Na cultura da colza o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas e na cultura do girassol não pode ser superior a 1 aplicação.
Couves de inflorescência Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de inflorescência Áltica 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de inflorescência Lagartas da couve 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de inflorescência Mosca branca 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de inflorescência Traças da Couve 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de inflorescência Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de repolho Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de repolho Áltica 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de repolho Lagartas da couve 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de repolho Mosca branca 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de repolho Traças da Couve 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Couves de repolho Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se for necessário passados 7 dias. Nas culturas das couves de inflorescência (brócolos e couve-flor) e couves de repolho (couve repolho, couve roxa e couve lombarda) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (em estufa) Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (em estufa) Lagartas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (em estufa) Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento da praga e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas da alface, alface cordeiro, agrião e culturas brássicas colhidas na fase de 6 - 8 folhas verdadeiras (couves, mizuna, rúcula e rúcula selvagem, mostardas) o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Damasqueiro Afídeos ou piolhos 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Damasqueiro Anarsia do Pessegueiro 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Damasqueiro Cochonilha (ou piolho) de S. José 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Damasqueiro Hoplocampa 30-50mL/hL 0.3-0.7l Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Damasqueiro Larvas mineira (Phyllonorycte blancardella, Phyllonorycte corylifoliella, Leucoptera scitella) 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Damasqueiro Mosca da fruta (ou do Mediterrâneo) 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Damasqueiro Traça oriental 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Damasqueiro Tripes 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Usar a concentração de 30-50 mL/hl (0,3-0,7 L/ha), ao aparecimento da praga, e na pré-floração (botão rosa) no caso de afídeos e tripes. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pessegueiro, damasqueiro e ameixeira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Ervas aromáticas Afídeos ou piolhos 0.3-0.3L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na primeira fase da infestação. Nas culturas do aneto, coentros, folhas de funcho, folhas de feno grego, hortelã, alecrim, tomilho, salsa, salva, manjericão, estragão, cerefólio, louro e folhas de aipo só é permitida 1 aplicação.
Ervas aromáticas Áltica 0.3-0.3L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na primeira fase da infestação. Nas culturas do aneto, coentros, folhas de funcho, folhas de feno grego, hortelã, alecrim, tomilho, salsa, salva, manjericão, estragão, cerefólio, louro e folhas de aipo só é permitida 1 aplicação.
Ervas aromáticas Lagartas 0.3-0.3L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na primeira fase da infestação. Nas culturas do aneto, coentros, folhas de funcho, folhas de feno grego, hortelã, alecrim, tomilho, salsa, salva, manjericão, estragão, cerefólio, louro e folhas de aipo só é permitida 1 aplicação.
Ervas aromáticas Roscas ou nóctuas 0.3-0.3L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na primeira fase da infestação. Nas culturas do aneto, coentros, folhas de funcho, folhas de feno grego, hortelã, alecrim, tomilho, salsa, salva, manjericão, estragão, cerefólio, louro e folhas de aipo só é permitida 1 aplicação.
Ervilheira Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se necessário, passados 14 dias. Na cultura da ervilheira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Ervilheira Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se necessário, passados 14 dias. Na cultura da ervilheira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Espargo Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar após colheita, ao aparecimento da praga. Repetir a aplicação se for necessário passados 14 dias, máximo de 2 aplicações.
Espinafre Afídeos ou piolhos 300-500g/ha Consultar o site da DGAV (www.dgvmin-agricultura.pt) (*) Autorizado no âmbito dos usos menores.
Faveira Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se necessário, passados 14 dias. Nas culturas do feijoeiro e faveira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Faveira Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se necessário, passados 14 dias. Nas culturas do feijoeiro e faveira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Feijoeiro Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se necessário, passados 14 dias. Nas culturas do feijoeiro e faveira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Feijoeiro Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, repetir a aplicação se necessário, passados 14 dias. Nas culturas do feijoeiro e faveira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Frutos secos (Amendoeira, aveleira, nogueira, castanheiro e pistacio) Balanino 35-40mL/hL 0.4-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas da amendoeira, aveleira, nogueira, castanheiro e pistachio o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Frutos secos (Amendoeira, aveleira, nogueira, castanheiro e pistacio) Bichado da Fruta 35-40mL/hL 0.4-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas da amendoeira, aveleira, nogueira, castanheiro e pistachio o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Frutos secos (Amendoeira, aveleira, nogueira, castanheiro e pistacio) Monosteira (Monosteira unicostata) 35-40mL/hL 0.4-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas da amendoeira, aveleira, nogueira, castanheiro e pistachio o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Girassol Áltica 0.3-0.3L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. No girassol só é permitida 1 aplicação. Apenas na colza, caso seja necessário, é possível realizar 4 aplicações com intervalos de 14 dias para o conjunto das pragas. Na cultura da colza o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas e na cultura do girassol não pode ser superior a 1 aplicação.
Girassol Gorgulho 0.3-0.3L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. No girassol só é permitida 1 aplicação. Apenas na colza, caso seja necessário, é possível realizar 4 aplicações com intervalos de 14 dias para o conjunto das pragas. Na cultura da colza o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas e na cultura do girassol não pode ser superior a 1 aplicação.
Girassol Lagartas 0.3-0.3L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga, na 1ª fase de infestação. No girassol só é permitida 1 aplicação. Apenas na colza, caso seja necessário, é possível realizar 4 aplicações com intervalos de 14 dias para o conjunto das pragas. Na cultura da colza o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas e na cultura do girassol não pode ser superior a 1 aplicação.
Gramíneas forrageiras Afídeos ou piolhos 0.25-0.25L/ha Tratar ao aparecimento da praga, repetir o tratamento caso seja necessário. Nas culturas da luzerna, trevo e gramíneas forrageiras o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Kiwi Cochonilha negra 50-50mL/hL 0.4-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Na cultura dos citrinos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Kiwi Mosca da fruta (ou do Mediterrâneo) 50-50mL/hL 0.4-0.5L/ha Efectuar 1 aplicação ao aparecimento da praga, na 1ª fase da infestação. Na cultura dos citrinos o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 1 para o conjunto das pragas.
Luzerna Afídeos ou piolhos 0.25-0.25L/ha Tratar ao aparecimento da praga, repetir o tratamento caso seja necessário. Nas culturas da luzerna, trevo e gramíneas forrageiras o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 2 para o conjunto das pragas.
Macieira Afídeos ou piolhos 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Aplicar em pré-floração contra afídeos, ao aparecimento das larvas jovens após a sua eclosão nas cochonilhas, à queda das folhas contra a psila da pereira, e ao aparecimento da praga nos restantes casos. Efectuar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 14 dias. Nas culturas da macieira e pereira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Macieira Antónomos 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Aplicar em pré-floração contra afídeos, ao aparecimento das larvas jovens após a sua eclosão nas cochonilhas, e ao aparecimento da praga nos restantes casos. Efectuar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 14 dias. Nas culturas da macieira e pereira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Macieira Bichado da Fruta 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Aplicar em pré-floração contra afídeos, ao aparecimento das larvas jovens após a sua eclosão nas cochonilhas, e ao aparecimento da praga nos restantes casos. Efectuar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 14 dias. Nas culturas da macieira e pereira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Macieira Cochonilha (ou piolho) de S. José 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Aplicar em pré-floração contra afídeos, ao aparecimento das larvas jovens após a sua eclosão nas cochonilhas, e ao aparecimento da praga nos restantes casos. Efectuar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 14 dias. Nas culturas da macieira e pereira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Macieira Hoplocampa 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Aplicar em pré-floração contra afídeos, ao aparecimento das larvas jovens após a sua eclosão nas cochonilhas, e ao aparecimento da praga nos restantes casos. Efectuar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 14 dias. Nas culturas da macieira e pereira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Macieira Larvas mineira (Phyllonorycte blancardella, Phyllonorycte corylifoliella, Leucoptera scitella) 3-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Aplicar em pré-floração contra afídeos, ao aparecimento das larvas jovens após a sua eclosão nas cochonilhas, e ao aparecimento da praga nos restantes casos. Efectuar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 14 dias. Nas culturas da macieira e pereira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Macieira Mosca da fruta (ou do Mediterrâneo) 30-50mL/hL 0.3-0.7L/ha Aplicar em pré-floração contra afídeos, ao aparecimento das larvas jovens após a sua eclosão nas cochonilhas, e ao aparecimento da praga nos restantes casos. Efectuar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 14 dias. Nas culturas da macieira e pereira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas acima mencionadas.
Melancia Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha .Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Melancia Tripes 0.3-0.5L/ha .Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Melancia (estufa) Afídeos ou piolhos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento das pragas e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Melancia (estufa) Tripes 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento das pragas e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Meloeiro Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha .Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Meloeiro Tripes 0.3-0.5L/ha .Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Meloeiro (estufa) Afídeos ou piolhos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento das pragas e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Meloeiro (estufa) Tripes 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento das pragas e efectuar um máximo de 3 aplicações com intervalos de 7 dias. Nas culturas do meloeiro, melancia e abóbora em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Milho Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do milho, milho doce e sorgo o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Milho Brocas do milho 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do milho, milho doce e sorgo o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Milho Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do milho, milho doce e sorgo o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Milho doce Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do milho, milho doce e sorgo o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Milho doce Brocas do milho 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do milho, milho doce e sorgo o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Milho doce Roscas ou nóctuas 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do milho, milho doce e sorgo o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Morangueiro Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias.
Morangueiro (em estufa) Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura do morangueiro o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Morangueiro (em estufa) Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar logo ao aparecimento da praga. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura do morangueiro o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Oliveira Cochonilha negra 40-50mL/hL 0.4-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da oliveira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Oliveira Mosca da azeitona 40-50mL/hL 0.4-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da oliveira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Oliveira Traça da Oliveira 40-50mL/hL 0.4-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Na cultura da oliveira o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Pepininho Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Pepininho Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Pepininho (em estufa) Afídeos ou piolhos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Pepininho (em estufa) Mosca branca 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Pepininho (em estufa) Mosca branca das estufas (Trialeurodes vaporariorum) 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Pepininho (em estufa) Tripes 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Pepino Afídeos ou piolhos 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Pepino Tripes 0.3-0.5L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 14 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete ao ar livre o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 3 para o conjunto das pragas.
Pepino (estufa) Afídeos ou piolhos 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Pepino (estufa) Mosca branca 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Pepino (estufa) Mosca branca das estufas (Trialeurodes vaporariorum) 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataques. Efectuar no máximo 4 aplicações com intervalo de 7 dias. Nas culturas do pepino, pepininho/cornichon, aboborinha/courgete em estufa o total de aplicações com deltametrina não pode ser superior a 4 para o conjunto das pragas.
Pepino (estufa) Tripes 0.5-0.7L/ha Tratar ao aparecimento dos ataq

Inserir Comentário

Obs: HTML não é suportado!
    Fraco           Bom

BAYER DECIS EVO AV 0813 -

  • Visualizações: 13
  • Código do produto: 04315
  • Disponibilidade: 2-3 Dias
  • 215.54€
  • Preço sem Taxas: 203.34€

Tags: BAYER DECIS EVO AV 0813 - 5 LITROS, BAYER, DECIS, EVO, AV, 0813, -, 5, LITROS